Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Moinho de Maré de Alhos Vedros



0c9w4344 i2e 1 750 2500 1 1024 2500

A farinha obtida neste moinho, construído no século XVII, abastecia a população local e a própria cidade de Lisboa, sendo também usada pela fábrica de Vale do Zebro na produção de biscoitos que, por serem cozidos a altas temperaturas, resistiam nas viagens marítimas dos Descobrimentos. Propriedade da família de Tristão Mendonça Furtado (os fidalgos da “Casa da Cova”), deixou de laborar em 1940, sendo atualmente propriedade da Câmara Municipal da Moita.

A 25 de Abril de 2007 foi inaugurado o novo espaço cultural do Moinho de Maré de Alhos Vedros, no Cais do Descarregador. A Câmara Municipal procedeu à restauração do exterior e da sala de laboração, bem como do piso superior, garantindo-se a acessibilidade para pessoas de mobilidade reduzida. As obras de recuperação do edificado foram executadas com base nos projetos de arquitetura e especialidades da Direção Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais, aliando técnicas construtivas contemporâneas à reposição histórica dos elementos arquitetónicos.

A Câmara Municipal levou a cabo a reconstituição de algum equipamento de moagem (bancada, cambeiras, teigões, caixas e respetivas pás da farinha, entre outros), de forma a recriar o ambiente da antiga sala de moagem. Pretende-se que o programa museológico da sala de moagem seja ainda completado com a recuperação funcional do moinho.

O segundo piso, que funciona como sala polivalente, está preparado para receber múltiplas atividades culturais, entre as quais exposições temporárias, colóquios, ações de formação, reuniões e até pequenos concertos e encenações, cumprindo, assim, a sua função social e de divulgação cultural junto da comunidade.

Largo do Descarregador

2860-028 Alhos Vedros

Visitas ao Moinho requerem marcação prévia

Município da Moita © 2015 | Todos os direitos reservados