Festival “Sementes” de volta ao concelho da Moita

Banner 1 1024 2500
2018/05/21

O “Sementes” – 23ª Mostra Internacional de Artes para o Pequeno Público volta a passar pelo concelho da Moita, em resultado de uma parceria entre o Teatro Extremo e a Câmara Municipal da Moita, nos dias 26 de maio, 30 de maio e 1 de junho, em vários espaços públicos.

No dia 26 de maio, a companhia La Bella Tour (Barcelona, Espanha), apresenta o seu espetáculo “La Bella Tour”, às 17:30h, na Praça da República, na Moita. Este espetáculo é para maiores de 3 anos.

Para 30 de maio, pelas 21:30h, na Praça Almada Negreiros, no Parque dos Pinheiros, em Alhos Vedros, está marcado o espetáculo “Cacharros”, pela companhia Bambalúa Teatro, de Burgos, Espanha, para todas a idades.

A 1 de junho, pelas 10:30h, no Parque das Canoas, no Gaio-Rosário, a companhia Tanxarina, sediada em Redondela, Galiza, Espanha, apresenta o espetáculo “Titiricircus”, para crianças maiores de 3 anos.

Todos os espetáculos têm entrada livre.

 

Programa do Sementes na Moita

26 de maio – 17h30 – Praça da República, Moita
La Bella Tour (Barcelona, Espanha) – “La Bella Tour”
m/3 ; 50 min.

A companhia

Companhia espanhola de palhaços, composta por Roi Borrallas e Guillermo Aranzana. Depois de vários anos a trabalhar no teatro, Roi dedica-se ao palhaço. Trabalhou em circos como Deros o Roncalli e em festivais como Humore Azoka, Ciudad Rodrigo e Festiclown. Guillermo, depois da escola de circo de Barcelona e da universidade de circo e dança de Estocolmo, passa por grandes companhias como o Circo du Soleil, Roncalli, etc. Ambos arrecadaram já diversos prémios internacionais.

O espetáculo

Quando o circo estava no seu auge e o público aclamava, todas as noites, as habilidades dos acrobatas e a coragem dos domadores, os palhaços eram a alma do espetáculo, fazendo rir crianças e adultos.
Agora já não querem malabaristas, acrobatas ou magia. E os palhaços, sozinhos, com a sua herança do circo dentro de uma caixa, dia após dia, aldeia após aldeia, tentam, com esforço, manter a tradição familiar. Às vezes, bem-sucedidos, outras com resultado catastrófico. Em qualquer caso, eles não arrumarão as botas até que alcancem o seu propósito: as gargalhadas do público!

Ficha artística

Interpretação: Roi Borrallas, Guillermo Balagans
Figurinos: Piti De More
Técnica: Jose Antonio Garcia, Roi Borrallas

 

30 de maio – 21h30 – Pç. Almada Negreiros, Pq. dos Pinheiros, Alhos Vedros, Moita

Bambalùa Teatro (Burgos, Espanha) – “Cacharros”

p/ todos ; 50 min.

A companhia

Bambalùa Teatro nasce em Burgos, Espanha, em 1997. O seu trabalho caracteriza-se pela diversidade de técnicas e linguagens desenvolvidas, tentando sempre transmitir a sua mensagem pelo lado das emoções. Trabalha em três eixos: teatro para crianças e suas famílias com temáticas atuais e realidades quotidianas; teatro de intervenção em espaços alternativos (castelos, palácios, igrejas, museus); e teatro de rua, invadindo os espaços públicos e interagindo diretamente com o público e a rua.

O espetáculo

O “Professor Chispero” construiu uns artigos mecânicos, quatro volumosos brinquedos de plástico que funcionam a corda. O professor leva os seus “Cacharros” a passear com a intenção de verificar as reações das suas invenções: pensa que tem tudo sobre o controle da mecânica utilizada e que os seus brinquedos terão reações previsíveis e automáticas; no entanto nem tudo se encontra em ordem e as reações dos “Cacharros” serão surpreendentes perante um mundo que irão descobrir e experimentar.

Ficha artística
Concepção: Alejandro Britos.
Encenação: Alejandro Britos Alfonso Matía Cristina Salces
Interpretação: Alfonso Matía Casado; Cristina Salces; Alonso Fernando Ballesteros; Fran de Benito ; Quique Sebastián
Dramaturgia: Alejandro Britos
Cenografía: Miguel Angel Infante Metalmorfosis Taller Guirigay
Iluminación e adereços: Alfonso Matía José Vidal Mamolar Cristina Salces Ricardo Vergne
Figurinos: Concha Valcárcel
Oficina de Máscara Larvaria: Pau Cirer
Adaptação Musical a arranjos: Alfonso Matía

 

1 de junho – 10h30 – Parque das Canos, Gaio-Rosário, Moita
Tanxarina (Redondela, Galiza, Espanha) – “Titiricircus”
m/3 ; 60 min.

A companhia

Companhia de teatro de marionetas com mais de 35 anos de trajetória artística.
Combinam a manipulação de marionetas com o trabalho do ator, música e animações diversas. Contam histórias com duplo sentido para público infantil e familiar. Para fazer rir e para fazer pensar. Sempre a brincar, sempre divertindo!

O espetáculo

Com mais de 1200 representações, Titiricircus, é uma lembrança fantástica e festiva do grande circo de tenda alta e bicolor: a história de dois velhos trabalhadores desses circos que recordam agora, com as suas marionetas de fio as glórias do seu passado na pista.
Numa permanente interação com o público, vão aparecendo os números mais importantes desse velho circo já desaparecido: o homem mais forte da Península Ibérica, o malabarista mais divertido do mundo....

Ficha artística

Atores – manipuladores: Eduardo Rodríguez e Miguel Borines
Técnico de luz e som: Andrés Giráldez
Guião e Direção: Eduardo Rodríguez e Miguel Borines
Construção de marionetas e cenário: Tanxarina títeres
Música: Sky; Ravi Shankar, Stephane Grappelli, Scott Joplin; Tradicional galega.

Município da Moita © 2015 | Todos os direitos reservados