Câmara exige reposição de horários e carreiras dos TST

20170329 112358 1 1024 2500
2020/01/06

A Câmara Municipal da Moita foi surpreendida pelo anúncio feito pela empresa Transportes Sul do Tejo (TST) na passada sexta-feira, 3 de janeiro, de supressão de circulações e alteração de horários em mais de trinta carreiras em toda a Península de Setúbal, abrangendo o território do Concelho da Moita, designadamente na carreira 333.

Estas alterações foram implementadas pelos TST sem a necessária autorização da Área Metropolitana de Lisboa (AML), o que é inaceitável. A Câmara Municipal da Moita já hoje esteve em contacto com a AML e está a acompanhar as diligências desta entidade para a resolução da situação criada.
Na nova situação de tutela da AML e dos Municípios sobre os transportes rodoviários não é admissível que as operadoras de transportes continuem a decidir unilateralmente sobre horários e carreiras, com indiferença pelas necessidades e interesses dos utentes e da mobilidade na Região, como acontecia anteriormente, com a complacência da tutela da Administração Central.

O caminho iniciado é o do reforço da oferta, de mais e melhores transportes públicos em toda a Região. Caminho que, estando ainda no seu início, permitiu já extraordinários resultados: o novo sistema de passes metropolitanos e o aumento da oferta resultaram num crescimento superior a 20% no número de passes vendidos e de passageiros transportados.

A Câmara Municipal da Moita repudia totalmente a opção dos TST e exige a reposição imediata dos horários e carreiras em vigor até à passada semana.

Município da Moita © 2015 | Todos os direitos reservados