Plataforma logística vai criar 300 postos de trabalho

Img 9195 1 1024 2500
2020/02/26

A maior plataforma logística do ALDI em Portugal começará a ser construída em breve no concelho da Moita. O presidente da Câmara Municipal da Moita, Rui Garcia, e Wolfgang Graff, administrador do ALDI, assinaram hoje, 13 de fevereiro, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, o contrato de urbanização, para que a empresa assuma os encargos inerentes à execução das obras de repavimentação de um troço da ex-Estrada Nacional nº11-1, de acordo com deliberação aprovada a 9 de outubro de 2019. Na iniciativa, foi também entregue à empresa o alvará de loteamento.

Recorde-se que a construção da plataforma logística ALDI, na Fonte da Prata, em Alhos Vedros, numa área de cerca de 80.000 m2, implicará um investimento estimado de cerca de 50 milhões de euros e a criação de aproximadamente 300 novos postos de trabalho diretos, o que terá impactos positivos no atual tecido socioeconómico do concelho da Moita.

Um dos maiores investimentos na região

Na assinatura do contrato, o presidente da Câmara Municipal da Moita salientou que este é um dos maiores investimentos na região e no concelho nos últimos anos. Recordou que o início deste projeto e os primeiros contactos entre a autarquia e o ALDI remontam a 2016, numa altura em que o promotor estava ainda num processo de seleção da localização. Após “três anos de trabalho e de dificuldades ultrapassadas”, será construída esta plataforma que “vai marcar o crescimento económico do concelho e da região”, afirmou Rui Garcia.

Wolfgang Graff referiu que este é o maior investimento da empresa em Portugal, que irá servir todo o país, e salientou que esta plataforma é a maior e a mais moderna da Península Ibérica.

Agradeceu à Câmara Municipal “toda a excelente colaboração desde o primeiro momento” e informou que a construção começará já na próxima segunda-feira e tem um prazo previsto de dois anos.

Município da Moita © 2015 | Todos os direitos reservados